Vende-se Esta Casa (2018)│Crítica

Tem certeza de que está sozinho em casa?

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um fato é que a Netflix vem encontrando dificuldade em produzir bons filmes. O formato série já estabeleceu um relativo sucesso dentro da produtora, mas, gradativamente, vem apresentando alguns erros que tiraram seu brilho de “a inovadora da internet”.A Netflix precisa emplacar um grande filme. Sua mais recente tentativa foi um suspense com toques de terror sobre invasão de uma casa. Será que eles acertaram dessa vez?

  Após a morte do pai da família, mãe e filho vão morar numa casa isolada em uma região montanhosa. Além de terem que lidar com o luto e as extremas dificuldades financeiras, existem indícios de que a casa que habitam está sendo constantemente invadida por alguém.


A essência do roteiro é clichê e isso não é um problema. Um clichê bem feito sempre é bem vindo quando bem utilizado e feito por pessoas que entendem de tais clichês. O suspense com tons de terror talvez seja um dos gêneros que mais abuse de repetições e lugares comuns. O grande problema de Vende-se essa Casa é que nem clichês parece possuir de tão vazio que esse filme é. Existe um grande vazio no roteiro e durante boa parte do desenvolvimento da história nada acontece. Apesar de comum, a história de mãe e filho de luto num lugar estranho é repleta de potencial, mas nada acontece.


  Tanto a direção quanto o roteiro são de responsabilidade de Matt Angel e Suzanne Coote, ambos estreantes nos dois campos. No quesito direção, temos todos os gatilhos batidos do gênero. Trilha alta com metais e cordas para gerar expectativa, sequências de sonho assustador e pulos na tela que se provam falsos. O único momento em que o filme se mostra interessante é justamente em seu clímax, mas não atinge seu potencial, pois não houve uma construção para que o espectador ficasse investido emocionalmente com a trama. A finalização em si dá a sensação de tempo perdido e de uma história que nada tinha para contar.


  Os atores principais, Dylan Minnette e Piercey Dalton, até se esforçam para entregar seus personagens, mas faltam bons diálogos e momentos para mostrarem seus trabalhos. Mãe e filho colocados em uma situação tensa e conflitos internos que não são trabalhados e Existem outros personagens secundários com potencial, mas nada é feito com eles. Na verdade, nada é feito com o filme em si.
É impressionante a quantidade de tempo que os protagonistas passam sem fazer nada e as cenas que não possuem propósito. Falta substância no roteiro e, por consequência, a direção fica sem ter com o quê criar suspense em cima e acaba apelando para os gatilhos clássicos de filmes de terror. No fim, esse acaba sendo só um filme entediante. Tudo o que um suspense não pode ser.


Vende-se Esta Casa

Nota

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

What do you think?

1 point
Upvote Downvote

Total votes: 1

Upvotes: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Raul Martins

Raul Martins

Viciado em mais coisas nerds do que deveria

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…