Love

5 Referências a H.P Lovecraft na Cultura Pop

Cuidado com a sanidade no final dessa lista

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Todo nerd que curte terror já esbarrou com o nome de Lovecraft vez ou outra. Até mesmo aqueles que nunca leram nada desse autor já foram afetados por seu trabalho. Os conceitos que ele apresenta em seus contos são poderosíssimos e se enraizaram na cultura de forma incrível. Quase todos os autores de terror são afetados por ele de alguma forma. Lovecraft é tido como um autor pulp, ou seja, publicava suas histórias nas revistas que eram bastante populares no início do século XX onde o terror, a aventura e a ficção científica tinham seu espaço. Nessas publicações ele criou todo o seu universo de terror cósmico. Sugiro fortemente, caso não saiba nada sobre ele, esse texto aqui onde eu dou cinco contos para você se inserir neste universo. Uma série de autores declaram que são loucos pelas obras de H.P e que elas os influenciaram enormemente. E daí que nasce essa lista que vai elencar cinco obras da cultura pop tentando passear por diversos gêneros e mídias.

Shuma- Gorath do Universo Marvel

Tido como um dos vilões mais clássicos do Doutor Estranho, que nada mais é do que um grande deus ancestral que domina diversos universos e possui um poder incalculável. De tempos em tempos tenta ser evocado por algum culto maligno ou simplesmente aparecia para gerar o caos completo. Ele era um personagem jogável em Marvel VS Capcom: Clash of Super Heroes. Todo o seu conceito como personagem/entidade já é bem típico da mitologia de H.P, mas podemos relacioná-lo diretamente com um personagem especifíco: Shub-Niggurath, uma criatura da mitologia oficial do autor que também recebe os nomes de “O sussurro nas trevas” ou algo como “ A Cabra Negra das florestas com mil línguas”. Pela descrição que é feita nos contos, fica bem na cara o quanto a Marvel se baseou nele para criar o seu vilão que acaba sendo uma versão mais leve do ser original.

Trilogia Evil Dead

Os filmes que lançaram o diretor Sam Raimi ao sucesso. Filmes de terror trash aonde um grupo dos jovens vão para uma cabana no meio da floresta e coisas terríveis começam a acontecer. Parece ser só mais uma história clichê, não é? Mas o jeito único de dirigir de Sam faz desse plot simples uma loucura divertida. E obviamente que o elemento que desencadeia essa loucura toda é um livro que existe no universo de Lovecraft. O Necronomicon é um livro maldito que pode enlouquecer aquele que o possuir conforme vai sendo utilizado. Quanto mais informação você obtém dele, mais ele enlouquece o usuário. O tal livro aparece em diversas obras e ficou tão marcado na cultura pop que muitas pessoas acreditam que ele realmente existe. Já fizeram até uma ficha de cadastro dele na biblioteca britânica oficial. O filme virou uma série intitulada Ash vs Evil Dead que mantém esse universo se expandido.   

O Nevoeiro

Um conto de Stephen King, falei dele aqui, que acabou gerando um excelente filme que agora virou uma série de TV. A ideia é que uma pequena cidade subitamente é envolta de uma enorme névoa e dela começam a surgir criaturas inimagináveis. No conto original é até usado o termo “lovecrafitiano” para definir as criaturas horríveis. Diversas outras obras de King puxam um pouco da referência de Lovecraft, inclusive o seu icônico It que está sendo refilmado e sairá logo (se já não saiu enquanto você lê esse texto). O filme é dica certa e é dirigido por Frank Darabont, que é especialista em adaptar Stephen King.

“The Thing That Should Not Be” do Metallica

Nessa música em especial temos referências diretas a alguns termos bem comuns aos contos de H.P. Coisas como “crianças híbridas” ou “Os grandes antigos”. Mas, de modo geral, a música passa toda uma vibe bem comum às histórias. Muitas bandas de rock e hevy metal colocam o autor como referência direta, pois toda mística deste universo combina demais com a proposta que a maioria dessas bandas possui.

As histórias do Conan

Não sei se muita gente sabe, mas o criador do Conan, Robert Howard, era amigo de correspondência de Lovecraft. Howard era fascinado pelo conceito cósmico de seu colega autor e colocou alguns deles nas aventuras do Cimério. Quem já parou para ler os contos originais, que também eram pulps, percebe que ele não só coloca monstros para que seu guerreiro lute, mas respeita os conceitos fantásticos de H.P. Até no filme Conan, O Destruidor resgata esse conceito de forma muito interessante.


Nessa lista eu busquei não colocar obras que são descaradamente baseadas no universo de H.P, mas sim se inspiram e criam algo novo. Se eu fosse por este caminho teria que falar de coisas como o RPG clássico e obras que retomam a mitologia de forma direta como a HQ Neonomicon do Alan Moore. Talvez isso dê uma nova lista, assim como a quantidade de músicas que fazem referências. Isso sem falar nos filmes que tentam fazer adaptações diretas dos contos. Mas e você? Qual sua obra preferida do autor? Qual obra baseada nele que mais gosta? Se não sabe nada sobre eu insisto que vá para o link no início do texto e confira os cinco contos para começar essa jornada macabra.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

What do you think?

1 point
Upvote Downvote

Total votes: 1

Upvotes: 1

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Raul Martins

Raul Martins

Viciado em mais coisas nerds do que deveria

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…