, , , , ,

Love

5 Histórias Para Começar A Ler Edgar Allan Poe

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Bêbado, pobre, rebelde e genial. Todas essas palavras podem definir o que foi um dos maiores escritores americanos de todos os tempos. O homem que inspirou uma infinidade de outros autores durante todo o século XX. Toda a sua persona é envolta da típica mística que a maioria dos granes escritores possuem.  Muito disso se dá por alguns mistérios que ainda rondam a sua vida e a própria temática da maioria de suas obras. Para quem não sabe Poe foi um poeta extremamente talentoso e escreveu diversos contos que definiram a literatura de terror e mistério para sempre. Pode-se até dizer que ele, de certa forma, inventou esse estilo de história de investigação. Sherlock Holmes e os clássicos de Agatha Christie talvez não existissem caso Poe não publicasse seus contos. Aqui vão cinco dicas para quem quer começar a conhecer as grandes obras desse autor. A ideia é ler na ordem que está na lista.

Gato Preto (1843)

Uma das mais clássicas do autor e uma das mais simples de começar. O estilo de Edgar não é tão rebuscado como em outros contos, mas em termos de temática é totalmente condizente com o estilo de Allan. Acredito que é o começo perfeito para quem nunca leu nada dele. Uma história de terror simples de um homem assombrado por um gato. Parece bobo? De uma chance. É uma história curta e não vai tomar muito do seu tempo. Caso goste vá para a nossa próxima dica.

A queda da casa Usher (1839)

Aqui o estilo de escrita dele começa a ficar mais rebuscado. A história de um homem que vai visitar seu amigo que está enfermo, assim como sua irmã. A família Usher parece sofrer de uma estranha doença que faz com que fiquem reclusos dentro da enorme mansão em que moram.  Um conto bem gótico e de desfecho incrível. Dentro desse conto temos um poema de Poe chamado “O Palácio Assombrado” o que é ótimo, pois você já tem uma prova dos famosos poemas dele.

O Poço e o Pêndulo (1842)           

Outro clássico irrefutável de Poe. Um exemplo de seu terror altamente denso, criativo e histórias repletas de raciocínios lógicos intrincados. Um homem condenado pelos inquisidores espanhóis começa a sofrer uma série de torturas e dentre elas está à situação onde ele fica acorrentado a uma base enquanto vê um pêndulo afiado se aproximando para matá-lo. Um conto altamente angustiante. A franquia de filmes “Jogos Mortais” bebeu muito da premissa desta história.

Bernice (1835)

Outra história gótica e de escrita bem rebuscada. Ela se assemelha bastante a premissa de “A queda da casa Usher”, pois temos um homem doente e recluso. A diferença é que o protagonista é que sofre da doença que o deixa constantemente recluso. Ele tem um estranho fascínio por sua prima. A princípio nós achamos que é algo sexual, mas isso vai mudando. É uma história bem curtinha, mas bem macabra.

Assassinato da Rua Morgue (1841)

O detetive Dupin pode não ser tão lembrado como um dos grandes detetives da literatura, mas foi ele que deu a gênese a todo esse estilo de histórias. Em Paris temos o assassinato de duas mulheres, e num primeiro momento eles parecem casos insolúveis, mas nada é insolúvel para Dupin. Aliás é nessa história em que o personagem nasce. Uma investigação que tem que ser lida com muita atenção, pois Poe se apega a diversos detalhes para montar o crime e a solução do mesmo. Se você ama histórias de detetive essa é uma leitura obrigatória. 


O autor teve uma morte misteriosa. Não se sabe se foi devido a sua doença que fazia seu corpo tremer, ou suicídio devido a sua evidente depressão. O alcoolismo certamente não ajudou a manter sua saúde física e mental, fazendo que ele viesse a falecer os quarenta anos. Caso você goste da história com Dupin ele aparece em mais dois contos, e você pode achar facilmente na internet o seu mais famoso poema: O Corvo. Esse poema tem duas traduções diferentes para o português. Uma feita pro Machado de Assis e outra por Fernando Pessoa. Ele também foi muito adaptado para o cinema, inclusive a história da sua vida (de forma altamente fantasiosa). Caso você não tenha lido nada dele acredite que certamente você já esbarrou um algum artista que se inspirou nele, como Tim Burton por exemplo. Não perca tempo é mergulhe no universo sombrio de um dos maiores escritores americanos que já existiu. E se você gostou desse estilo de texto nós temos outros. É só clicar nos nomes de Stephen King, H.P Lovercraft, Asimov e Júlio Verne para conferir dicas para começar a ler suas obras. 

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

What do you think?

5 points
Upvote Downvote

Total votes: 5

Upvotes: 5

Upvotes percentage: 100.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Raul Martins

Raul Martins

Viciado em mais coisas nerds do que deveria

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…